Analog Clock

quinta-feira, 7 de setembro de 2017

Compreender os propósitos de Deus muitas vezes pode ser uma tarefa bem difícil, principalmente quando a tristeza bate na nossa porta porque acabamos de perder nossa TIA FÁTIMA, mas Deus sempre no comando e glórias sejam dadas a ELE, até nas adversidades.

      

             


ATRIBULADA ORAÇÃO              

Se eu escrevesse outrora
Nas mais mal traçadas linhas
Eu colocava pra fora
Tudo que aqui continha
Mas, eu escrevo agora
Nessa tecnologia
Não sei se essa era a hora
Se uma metáfora cabia
Embora, em todos os tempos
Coração é o ligamento
Que faço a minha poesia

Cá dentro do coração
E com grande ansiedade
Vou "digitando" a saudade
Repleta de emoção
E no meu "computador"
Como a Ana atribulada
Vou registrando calada
Pedindo a Nosso Senhor
Livrai-me da minha dor!
Que meus desejos frustrados
Sejam em mim, controlados
Alegrando o coração
Ainda tenho.esperança
Que Deus na sua bonança
Ouça a minha oração! 

 FICARÁ SEMPRE A SAUDADE 

7 de setembro de 2017Hoje a TRISTEZA nos faz mais uma visita. A gente nunca está preparado para a morte, mesmo esperando. E com muita saudade, muito carinho dedicaremos este dia para relembrar os bons momentos que foram compartilhados com você TIA FÁTIMA por toda nossas vidas que Deus nos proporcionou aqui na terra.

AMANHECER


Hoje amanheci lembrando outra vez da minha mãe e da minha infância  que 
ainda permeia a minha mente, inclusive,  às lembranças, por ocasião da visita do Ex -Presidente Médici a nossa cidade de Currais Novos/RN. Naquela época, quando caminhava  pegada na mão de minha mãe, em uma das ruas da minha cidade indagava para ela, onde O Presidente, iria ficar hospedado  e imediatamente ela, com ares amedrontado, sinalizava que esse nome de Presidente não podíamos nem pronunciar. Eu sei que o  processo de independência do Brasil foi árduo, com muito sofrimento, mas neste
 7 de setembro volto a sentir medo, como naquela época, com um diferencial, não tenho mais nenhuma mão para me proteger, como fazia minha mãe. Ao contrário,depois de tantos acontecimentos,de gritos que ecoavam Liberdade! , Democracia!,  somos reféns de bandidos de toda espécie, de colarinhos "BRANCOS", "AZUIS", "VERDES"  E "AMARELOS" - AMARELO de vergonha de ser brasileira neste momento. Esse é o nosso Brasil , sem ORDEM, SEM SAÚDE, SEM SERVIR  E SEM SABER às estradas que nos conduzirão. 




quarta-feira, 6 de setembro de 2017

POESIA -(AURIDETE) - TEMPO DE DEUS



É um poema que retrata o tempo da infância, com tudo de belo e simples até o cantar dos canários do sertão e a saudade e o amor que DEUS prega em nossos corações. Auri

A VOZ POÉTICA DE AURIDETE ALVES - CURRAIS NOVOS/RN


TEMPO DE DEUS
Eu nasci ouvindo os cantos Dos canários no sertão Do concriz vendo a beleza Na casinha, no oitão Ouvindo o som do riacho Da cachoeira água fria Do chão sentindo o bafejo Todo tempo que chovia E pra falar com certeza Não me faltava riqueza Dada por Deus, SALVADOR Eu, assim apreciava Logo bem cedinho orava Como mamãe me ensinou. Ela também me falava: - Na vida tudo tem fim! Eu ficava imaginando... Que gente, povo ruim? Como é que tem coragem De acabar com a paisagem E matar os passarim? Depois ela me explicou Do livro da natureza Deus deu a vida e riqueza E tudo que nele há Mas, sem querer alarmar Ela falava baixinho: - Por isso digo a vocês Em Eclesiastes 3 Ele deixou um Decreto Tudo no tempo correto Deus fez tudo bonitinho E nada melhor não há Do que o homem praticar Sempre o bem e ser bonzinho. Respirei aliviada - Graças a Deus! Eu gritei. Homem ser bom, tá na Lei Da palavra do Senhor Tudo no tempo correto. Está lá no seu Decreto Nunca ninguém desmanchou. Por isso, meus passarinhos Ele não deve matar Pois são como os animais O mesmo destino há Vieram todos do pó E vão pra o mesmo lugar Recordei com emoção Em Deus toda confiança Das coisas da criação A palavra sempre alcança Em todo tempo e lugar Vem Deus Pai a nos provar A sua grande aliança. Auridete

domingo, 10 de junho de 2012

SÃO JOÃO!

São João rolando,          

Menino chorando,         

O forró lascando,            

Inda vai aumentar,        

São João Véi Doido,       

Essa é uma cena,             

Aqui na ARENA                

Pro povo brincar.            


Os fogos explodindo      

O  povo sorrindo              

Alguém discutindo         

Eu ouvi dizer                     

Que se eu "QUERER"     

Não tem isso não              

Aumento o São João      

Mió PRA VOCÊ!               


A minha sobrinha           

Tão jovem e tão bela      

Da sua janela                    

Se pôe a pensar:              

- Que São João ingrato!

Me trouxe uma dor        

Que nem com o amor    

Eu pude dançar!              

  Auri    





segunda-feira, 6 de junho de 2011

UM POUCO DE NÓS

MEU QUERIDO FILHO MOACIR 1
EU E MEU QUERIDO  FILHO MOACIR 2

Eu e os meus outros eus, mas todos profundos e da alma.


 

quinta-feira, 5 de maio de 2011

O TOTORÓ EM FESTA



Isso é que é felicidade.

chuvas 2011

Ei Zefinha...Tudo pela Educação...

Zefinha isso é que é difícil acesso hem..

Professora não perde a pose, nem na chuva...

O  professor  também deve estar sujeito às constantes adaptações...

Educação como Prática Corporal segue as novas propostas para o ensino de educação física...

Estás em forma professor!

A importância da prática corporal.

Eta difícil acesso mesmo... (2)

E o ônibus nos esperava do lado de lá

O  professor  também deve estar sujeito às constantes adaptações.

Obrigada, meu Deus...

Os professores dirigem-se para o coletivo, no outro lado do rio

Quem quando criança, nunca brincou na água de um rio...
Aqui tudo é festa...Tudo é alegria...E quem diria??? Assim estamos todos nós, professores do Totoró, cantando uma melodia que nos fala assim:   Jogue tuas mãos para o céu
      E agradeça se acaso tiver
           Alguém que você gostaria que
       Estivesse sempre com você
          Na rua, na chuva, na fazenda
          Ou numa casinha de sapê...

MUSEU DO CANGAÇO

MUSEU DO CANGAÇO